TESE: Obesidade e pobreza na imprensa: epidemiologia de uma questão social

Resumo

Como se dá o nexo entre obesidade e pobreza no jornalismo brasileiro?

Esta questão se produz em um contexto onde cada vez mais as mídias dão visibilidade a estudos epidemiológicos que alertam sobre o aumento da obesidade entre os brasileiros, em especial entre os mais pobres.

A pergunta é menos restritiva do que possa parecer, na medida em que o “como” tem valor circunstancial delimitado por um universo de produção de sentidos relacionado aos campos jornalístico, político e da saúde no Brasil. Além disso, esta questão provoca uma dinâmica social de controle dos riscos. Tal dinâmica se revela através de práticas individuais de controle sobre si mesmo, no sentido de uma tendência governamental em defesa de um Estado mínimo.

O sentido de risco que aqui se destaca é o de uma imposição internalizada, a partir da qual as autoridades estabelecem discursos, políticas e ações em saúde – sobretudo informativas –, que exortam as pessoas a avaliarem seu risco individual de adoecerem e, portanto, a mudarem seus comportamentos de acordo com este mesmo risco.

Os meios de comunicação se colocam na interface do indivíduo consigo mesmo para o auto-entendimento e o cuidado de si, entra em cena a pobreza: um problema social que atravessa a dinâmica do controle dos riscos, baseada na responsabilização, na culpabilização e na capacidade individual de gerência sobre si.

O nexo entre obesidade e pobreza constituiu o corpus deste trabalho. Foi critério para a escolha das 65 peças jornalísticas publicadas no jornal brasileiro “Folha de São Paulo”, de 1996 à 2005. A partir da análise do material escolhido viu-se que o tema obesidade/pobreza, mais que um tema de saúde pública, se mostrou ser essencialmente político. Neste cenário, observam-se disputas discursivas políticas acerca do papel do Estado, no momento em que pretende consolidar um Estado neoliberal brasileiro.

3 Responses to TESE: Obesidade e pobreza na imprensa: epidemiologia de uma questão social

  1. Valeria Monteiro disse:

    Olá Mônica,

    O tema de tua tese não poderia ser mais original, concordo que a obesidade antes de se caracterizar como fato de saúde, aparece neste momento histórico como mais um reflexo da questão social que nos coloca entre os países com maior número de concentração de pobreza. Sou Assistente Social e em minha dissertação acadêmica (em 2000)discuti o tema Obesidade uma questão social?

  2. Monica Carvalho disse:

    Obrigada Valéria. Gostaria de ler sua dissertação. A versão digital está publicada em algum lado?
    Um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: