VI Sopcom

abril 24, 2009

Um pouco antes de terminar uma estratégica licença-maternidade, fui à VI Sopcom/VIII Lusocom, na seção temática Comunicação e Ciência coordenada por Anabela Carvalho e Fernando Cascais. A comunicação foi de autoria coletiva, mas apresentada por mim. Tem a ver com a actual investigação em que estou inserida na Universidade Católica Portuguesa.

O que é realmente lamentável é que muita gente desta seção acabou não fazendo a comunicação. Seu tema, apesar de muito amplo, é paradoxalmente restrito no que se refere ao interesse dos investigadores em Ciências da Comunicação.

Abaixo, o resumo da comunicação ou ver as actas digitais do evento.

Comunicação e ciência a partir das questões éticas das ciências da vida
Mónica Carvalho, Joana Araújo, Joana Cunha Costa, Luís Teixeira e Ana Sofia Carvalho

Resumo: Este trabalho pretende apresentar o projecto de investigação Ciência e Sociedade: promovendo a cidadania através da reflexão sobre as questões éticas das ciências da vida. Trata-se de uma iniciativa conjunta do Gabinete de Investigação em Bioética “GIB e do Centro de Investigação em Ciências e Tecnologias das Artes” CITAR, ambos da Universidade Católica Portuguesa. A partir de um modelo transdisciplinar de investigação, pretende-se partir da reflexão ética sobre as questões suscitadas pelo desenvolvimento das ciências da vida e estudar e desenvolver novas metodologias e ferramentas comunicacionais, audiovisuais e digitais. Em virtude do universo que se quer auscultar; dos temas abordados e do desenvolvimento técnico e metodológico que se pretende promover em comunicação e ciência, pode-se afirmar que se trata de um projecto complexo. O planeamento do projecto constituir-se-á por diversas fases de investigação. Numa fase inicial, pretende-se realizar um inquérito nacional à população portuguesa visando a análise do potencial crítico da população sobre as diversas temáticas da bioética e das ciências da vida. Posteriormente, e também em função dos resultados do inquérito, propõem-se estudos de recepção dos diversos públicos em Portugal para obter dados acerca do modo como as informações circulam na interacção entre os públicos e diversos media. De seguida, devem-se desenvolver estratégias e ferramentas para a comunicação da ciência e participação do público em questões que podem afectar directa ou indirectamente as suas vivências. As estratégias a desenvolver incluirão sempre ferramentas multimédia a serem criadas no âmbito do projecto.


Post #1

julho 26, 2007

Não é de hoje que “blogo”. Por isso, começo a acreditar que o modelo de um blog pode ser a melhor forma de fazer um curriculum vitae menos estático. Isto significa que para além do que fiz ou faço profissionalmente, será possível construir aos poucos os resultados do que venho produzindo.

Sou pesquisadora na área de comunicação e saúde. Nos últimos anos, porém, desde a realização da tese de doutorado, acrescentei ao tema a questão da pobreza. Por isso, meu trabalho fica num lugar pouco explorado academicamente, uma boa razão para continuar explorando-o por um bom tempo.

Atualmente estou em Portugal, na cidade de Coimbra. Preparei um projeto de pós-doutoramento para desenvolver. O projeto ainda está a ser afinado. Em breve, espero poder dizer algo mais a respeito.